Ocupar e resistir: desafios e urgências contemporâneas na formação docente

Tornar-se professor é um devir, um acontecimento que se dá no tempo em todo tempo. É processo contínuo de ensino-aprendizagem. É preencher um espaço e dar-lhe um significado: habitar. A Escola, a Universidade, o Ambiente Virtual de Aprendizagem, os espaços informais de educação, a pesquisa e extensão necessitam ser ocupados e pela ocupação, habitados. Habitar como modo e presença, como espaço de construção crítica, política, ética e estética, que contribua para o pleno desenvolvimento da comunidade ocupante.

No processo de formação do professor educador , pesquisador e extensionista desejamos mediar e ampliar a invenção de espaços e de novos modos a cada experiência vivida, problematizando as travessias e fazendo de cada adversidade potência para produção de diferenças, construindo e habitando novos territórios, para além dos muros dos CAp.

O II Seminário Inter-regional Sul-Sudeste de Institutos, Colégios e Escolas de Aplicação – Sicea   vem propor que nos debrucemos sobre os desafios e urgências da formação docente contemporânea. Da ocupação docente e os modos como esta se constitui enquanto resistências nas políticas de formação de professores, na melhoria das condições de trabalho e desafios da construção de uma educação verdadeiramente inclusiva, na aprendizagem em rede, na saúde docente e no fortalecimento da pesquisa e extensão em nossas unidades. Ampliando a discussão acerca do papel dos CAps na formação docente e na articulação com a comunidade.

O tema será objeto de estudo e reflexão nas conferências, nas mesas de debate, nos relatos de experiências pedagógicas, e nos grupos de trabalho agrupados em torno de quatro eixos temáticos.

Anúncios